fanzine Tertuliando (On-line)

Este "blog" é a versão "on-line" da fanzine "Tertuliando", publicada pela Casa Comum das Tertúlias. Aqui serão publicados: artigos de opinião, as conclusões/reflexões das nossas actividades: tertúlias, exposições, concertos, declamação de poesia, comunidades de leitores, cursos livres, apresentação de livros, de revistas, de fanzines... Fundador e Director: Luís Norberto Lourenço. Local: Castelo Branco. Desde 5 de Outubro de 2005. ISSN: 1646-7922 (versão impressa)

quarta-feira, julho 31, 2013

SANTA MUERTE CAP.11 II TEMPORADA



Dona Courgette flutuava entre as folhas das árvores suspensa pelos cabelos. A árvore olhava-a. Não conseguia reconhecer quem era pessoa que a cortara, a deixar cair sobre um pacote de rebuçados de Doutor Bayar. Na época a missionária sofrera de uma estranha doença que a deixara a ela e ao ilustrador com estranhos delírios. Ela transformara-se numa árvore cheia de ramos e ele num cão. Afinal onde estava a famosa barata zombie? Naqueles olhos verdes haviam dúvidas quem seria o possível candidato ao Anjo da Morte. Possíveis vigaristas dizia Marto na sua ânsia de desmascarar a falsa Santa Muerte. No pensamento da jovem árvore encantada haviam três candidatos Courgette, O DJ e o mosquito adolescente. Porquê? Essa era opinião de Letícia de Ormuz uma jovem intelectual e recém formada criminalista que estava na casa de Dona benta que lera os bilhetes.
- Não fora ao acaso que se deram estas mortes, meus queridos...
Emília apareceu querendo tomar parte da pesquisa. A investigadora olhou-a e disse :
- Minha querida você fará a parte intelectual do trabalho. Escreverá sob pseudónimo! Assim não terá o assassino atrás de si!
Visconde olhou-a estupefacto:
- Doutora, ela nem sabe distinguir um B dum P...
- Não se preocupe, quanto mais cabeças pensarem melhor, ela tem imaginação quanto baste, apesar de ser "inverosímele."como ela mesma diz... Os autores desta história não conseguem agarrar na assassina... não sabem porque é que um porco e um veado são mortos... a não ser para serem comidos...
- Não acham que o Doutor Bruno nos poderia dar uma explicação? -perguntou D. Benta.
- Aliás, foi ele que escreveu a Psicologia do Conto de Fadas...
-Uma pergunta minha senhora... porquê é que surgem dois livros "A Sucessora" e "A Rebecca"?

Central Globo de Produções

Numa das salas Nody convoca uma reunião de emergência. Nela está presente Ursa Teresa.
- Teresa, ninguém sabe que estás aqui? -pergunta o boneco.
- Não, nem a Doutorainda. Ela nem sabe que anda a fazer tudo isto, quem inventou a história da barata Zombie, as mortes. Quando tirei os poderes à jocaré maluca, foi muito fácil levei-a a um salão de beleza, matei a mãe bombeira e a partir daí apoderei-me dos poderes dela. Depois contratei aquela piranha da Carochinha que queria dinheiro para fazer uma peça de teatro e dei-lhe o papel de vilã. Acho que foi um glope de mestre ter morto aquele membro do juri inglês do prémio do policial histórico e dar a entender que foi aquele médico legista Dexter... portanto, temos que matar o Saci...
- Como é que vai acontecer isso?
- Ele morre e transforma-se em cogumelos venenosos, assim o plano fica completo. Todos eles morrem sem descobrirem quem é o verdadeiro culpado.
Escondido na sala o mosquito adolescente ouve toda a conversa. Aflito suspira, quando as calças começam novamente a descer.
- Meu Deus , estou a ouvir qualquer coisa, diz Ursa Teresa.
- Santa Muerte está a dar a volta à cabeça, Teresa, diz o boneco.
- Não, não! Eu tenho a certeza...
Naquele momento começam os dois à procura do invsasor...

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home