fanzine Tertuliando (On-line)

Este "blog" é a versão "on-line" da fanzine "Tertuliando", publicada pela Casa Comum das Tertúlias. Aqui serão publicados: artigos de opinião, as conclusões/reflexões das nossas actividades: tertúlias, exposições, concertos, declamação de poesia, comunidades de leitores, cursos livres, apresentação de livros, de revistas, de fanzines... Fundador e Director: Luís Norberto Lourenço. Local: Castelo Branco. Desde 5 de Outubro de 2005. ISSN: 1646-7922 (versão impressa)

domingo, julho 28, 2013

SANTA MUERTE CAP. 07 II TEMPORADA



Quinta do Zombie

Nomomento em que os mosquitos se prepraram para atacar Lilith. Ainda Saraiva de Canela tem uma ideia. Fazer com que as mosquitas invadam o consultório do psicólogo e tudo fique nas piores condições de forma a que a mãe de Bruno Betteleim não tenha hipótese de receber os pacientes.
- Camaradas, disse a historiadora. Vamos invadir o consultório do médico. SAbem quem é a responsável por isto tudo? Quem é a criadora do repelente que vos irá matar?

O exército de mosquitos param e decidem seguir o conselho. Desaparecem imediatamente liderados por Mosquita a Evitar. Todas as janelas do consultório estão abertas.
- Amigas, vamo-nos transformar em Mister Smog! Lembram-se daquele fumo assassino de 42 em Dandara nos Estados Unidos e em 52 em Londres? Então vamos tramar a Beata Corgete!
- Corgete? O quê é isso?-pergunta um mosquito adolescente de boné, calças a cair pelos joelhos.
- Meu amigo, quer ser candidato à Casa dos Segredos ou ir à Quinta Pedagógica da Família Barata Zombie? -pergunta a mosquito antropóloga.
- Quê? -pergunta o mosquito .
- SE não andasse tanto de skate e estivesse sempre no face, talvez pudesse aprender qualquer coisa...
Vamos ao trabalho?

Consultório Betelleim

- Bum buzinho, tens que procurar uma secretária competente. Isto está uma confusão?
- Quem diria, mamã! Você é a Beata Zombie mais competetnte!
-BUMBUMZINHO!!!
- A partir do momento que a mamã decidiu fazer coisas pelas minhas costas...

Naquele instante tocam à campainha. Surge um homem de cabelos compridos, loiro de olhos azuis. Usa umas havanas, calções e camisa cheia de flores.
- Quem é o senhor? -perguntou Bruno.
- Ah! Não me reconheces, miúdo?
- Isto é para os apanhados não?
- Pergunta à tua mãe, o que ela me fez. Agora vais arcar com as consequências. Para repor a verdade e dizer a todos quem é na verdade a Santa Muerte.
- Mamã, quem é este puto com a mania que é meu pai? -pergunta o psicólogo.
- Sou o teu pai, Bruno. A tua mãe matou-me. Ela é que é Santa Muerte! Ela é o terror desta terra...
Dona Corgette Betelleim cai no chão.
- Morreu? -pergunta Bruno.
- Não, isso é fita. Tomara que fosse isso, morte é sempre morte... a não ser que faça greve...
Nesse instante surgiu uma jovem morena de rastas e olhos verdes, de roupa leves de algodão.
- Dona Morte, uma escrava ao seu serviço! EStive de férias, mas quero reclamar o meu lugar! Ao que parece alguém me roubou o meu lugar...

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home