fanzine Tertuliando (On-line)

Este "blog" é a versão "on-line" da fanzine "Tertuliando", publicada pela Casa Comum das Tertúlias. Aqui serão publicados: artigos de opinião, as conclusões/reflexões das nossas actividades: tertúlias, exposições, concertos, declamação de poesia, comunidades de leitores, cursos livres, apresentação de livros, de revistas, de fanzines... Fundador e Director: Luís Norberto Lourenço. Local: Castelo Branco. Desde 5 de Outubro de 2005. ISSN: 1646-7922 (versão impressa)

segunda-feira, julho 22, 2013

SANTA MUERTE II TEMPORADA CAP.02



Mrs Dolloway olhou em volta viu um manto púrpura diante dos seus cabelos e uma bela jovem.
- Mamã! Como estás?
- Quem és tu? -perguntou a professora.
- Sou a Santa, tenho esperado por ti. Tu és a vidente, aquela que via lutar pela destruição da Senhora! Ela vai matar-nos a todos. Vivos e mortos estão todos nio mesmo patamar para começar vai trazer uma discoteca chamada 31 de Outubro no lugar onde a Barata Zombie apareceu, mas nós teremos que dizer à polícia que nos atacou e vai continuar a matar, porque a morte inspira a Carochinha, só que ela ainda não se apercebeu...
- Quem te contou isso tudo? -perguntou a professora de inglês.
- Mrs de Winter, lembras-te da Rebecca? Pois bem ela é a nossa árvore. Em breve nos seremos uma parte desta floresta. Teremos que colocar alguém nosso a trabalhar e a partilhar os nossos planos com a polícia...
- Quem é? A Polícia?
- A boneca e o médico legista...
- Que rica dupla.. quem mais faz a investigação? -perguntou Mrs Dolloway.
-Um casal de crocodilos e uma toupeira cega alcóolica ...-responderam Carolina Nabuco e Daphne Du Murier.
_Excelente! Isso é o que nós precisamos mesmo, de banda desenhada, serial -killer com problemas e uma boneca de trapos...
- Ai Jesus...
Naquele instante um jovem de rasta surgiu. Fumava um cigarro nostágico recordando os tempos negros das suas necessidades e da forma como vira a Outra Senhora. Agora vestia-se à moda, trazia também um skate. Usava umas correntes, uns suspensórios e uma t-shirt justa.
- O que é isto? -perguntaram as professoras de inglês.
- É realismo mágico teeneager com laivos de policial, disse Carolina Nabuco. Temos que modernizar os santos, ele terá que ser o DJ de serviço. Trabalhará conosco e assim deveremos dar as notícias a São Pedro...
- Como é que é?
- Amiguinhas, nunca leram a Chave do tamanho de Monteiro Lobato? -perguntou a escritora brasileira.
- Não, então proponho-vos isso. É da maneira que vamos comunicar com o Altíssimo...
- Cruzes canhoto, beatices não!-disseram as escritoras inglesas.
- Não, nada disso. Se queremos salvar os outros temos que nos adiantar ao assassino e preprar-lhe uma armadilha...
-Quem está comigo? -perguntou a escritora brasileira.
Pouco depois todas fizeram um pacto de aliança. DJ Marto seria o informante delas e da polícia... Meu Deus, seria isto um verdadeiro romance policial? Agora até tinham mortos e vivos a colaborarem... Era possível? Ou chamar-se -ia um policial com realismo mágico?

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home