fanzine Tertuliando (On-line)

Este "blog" é a versão "on-line" da fanzine "Tertuliando", publicada pela Casa Comum das Tertúlias. Aqui serão publicados: artigos de opinião, as conclusões/reflexões das nossas actividades: tertúlias, exposições, concertos, declamação de poesia, comunidades de leitores, cursos livres, apresentação de livros, de revistas, de fanzines... Fundador e Director: Luís Norberto Lourenço. Local: Castelo Branco. Desde 5 de Outubro de 2005. ISSN: 1646-7922 (versão impressa)

sábado, fevereiro 08, 2014

Jardineiras à moda de Inana, Vogue além ( Exclusivo)

 Noite cerrada, onde é que está  a alma? Navega nas nuvens !Vislumbra o divino e abandona o corpo? O  corpo não, mas aquilo que está encima dele, sim! Esta era  a teoria mais frequente na antiguidade para se explicar os sonhos e nomeadamente os nossos amigos egípcios, tinham mais de mil e uma formas de interpretar os sonhos, como quem hoje vai aos psicólogos, eles iam aos sonhadores. Até existem relatos sobre isso, descrições e obviamennte vocês lembrar-se-ão de algumas intervenções minhas sobre o famoso ser humano. Tudo isto foi sucedendo por muito tempo, até que à cerca de duzentos anos o pai da Psicologia ou como se diz essa coisa de olhar para dentro de nós, o velhinho Freud deu um novo sabor aos sonhos. E olhou-os comparando com inceberg, como será quando o gelo derreter ?Fazem ideia  da analogia que teremos no futuro? Uma cegonha na  areia? Mas aqui a história é outra pois estamos mesmo, é no Além onde as almas desencarnadas estão -se nas tintas pois estão ali como os pilotos de automóveis que  se reabastecem fazendo pequenas mudanças junto dos seus patrocinadores num momento de descanso.  Aqui a animação é outra, e na Quinta da Eternidade, que é o ceu mais  chique que há ideia, e é uma autêntica caturreira.  Ianna, a senhora dos ceús, do amor e da guerra, só espera o seu Dumuzzi, mas desde sempre ela dirige, a agência  de acompanhantes mais antiga da Antiguidade .Todos eles, homens, vivos ou mortos, são iguais e ali não excepção.
Como diz a Deusa Innana, o homem é um tolo que anda sempre atrás de uma burra de mini saia. Mas como eles exclamam, cá em casa mandamos nós, porque usamos jardineiras !Jardins, jardineiras, não sei se sabem mas estou a falar-vos de umas das lendas mais antigas que falam da agricultura, e há que saber desenhar e reescrever o amor à agricultura, coomparando-o com os campos desertos, daí chamar as nossas jardineiras, ou seja melhor as nossas poetisas, Sofia de Mello Breyner e Rosa Lobato de Faria,  as duas grandes descritoras. Não me levem a mal, mas esta palavra fui eu que inventei agora para reeintroduzir a comparação entre a literatura e a agricultura.

Não sei  se sabem, mas agora temos poetas  que  nos fazem os poemas ,e a minha grande mentora, que eu li desde muito cedo foi Sofia de Mello Breyner, portanto, isso quer dizer que foi ela a feliz  contemplada. Sofia apenas escreveu alguns  poemas  que eu lhe pedi. Muito lindos os seus livros, como diria Tomotinho Cabral, o malvado coronel da novela "Cordel Encantado". Pois aqueles escritos para as crianças e os jovens, eram bem saborosos para outras gerações, mas hoje os jovens são obrigados a ler. Aqui nós lemos as coisas quando os mortos chegam cá, porque nós tratamos dos artistas, queremos dar-lhe a eternidade. Todos os teóricos afirmam  que ela se inspirou na Grécia Antiga, mas eu quero que ela escreva coisas ligadas à Babilónia. Por isso, desde que os nossos meninos leiam a fada Oriana, ou mesmo até o rapaz de Bronze, ou mesmo mais tarde a Saga, ou na melhor das hipóteses agora chega-nos, ou melhor Os ciganos. E a nossa querida Rosa Lobato Faria, a ártesã de letras da música ligeira dos festivais da canção, escreveu séries para  televisão e ainda nos presenteou com uma  telenovela  portuguesa Passerelle. Um sucesso na época , por um lado parada , mas lá para o meio uma morte, e o feliz contemplado era o Fernando Mendes aquele que nos atormenta as tardes da RTP...  Hoje decidimos homenagear as duas no Além e convidá-las a escrever uma telenovela do Além com uma parceria Rosa Lobato Faria e Sofia de Mello Breyner... será a sua nova novela " Jardineiras à Moda de Inana" um exclusivo da revista Vogue Além.








E agora  meus amores, dentro em breve  vem aí... a nova  novela de Tertuliando, escrita por duas grandes senhoras da literatura portuguesa... Sofia de Mello Breyner e  Rosa Lobato Faria... e já agora se os vivos conseguem fazer uma novela... porque é que  os mortos não o podem fazer, ein?
A compor o ramalhete, temos também Daniel Más, da Avenida Paulista e das novelas Bambolé e Transas e Caretas, outros autores tais como Cassiano Gabus Mendes e Janete Clair ... vamos na embuscada  de novelas de morrer de susto , de morrer de rir, pois alguns de vocês conhecem os restantes  ah ...não deixem de nos seguir depois do enorme sucesso que foi Santa Morte para quem estava com saudades de  uma boa história de mistério, ação, suspense, está prestes a ter a sua nova novela

JARDINEIRAS  DE INANNA...

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home