fanzine Tertuliando (On-line)

Este "blog" é a versão "on-line" da fanzine "Tertuliando", publicada pela Casa Comum das Tertúlias. Aqui serão publicados: artigos de opinião, as conclusões/reflexões das nossas actividades: tertúlias, exposições, concertos, declamação de poesia, comunidades de leitores, cursos livres, apresentação de livros, de revistas, de fanzines... Fundador e Director: Luís Norberto Lourenço. Local: Castelo Branco. Desde 5 de Outubro de 2005. ISSN: 1646-7922 (versão impressa)

sábado, maio 11, 2013

SANTA MUERTE capítulo II



- Lilith , já fez o que lhe mandei ? Então essas fichas ? -pergunta o médico .
- Doutor , há um problema ....
- Diga , diz o médico com o semblante carregado .
- As fichas desapareceram , doutor ! Eu fui procurá-las agora e não sei ... vi um vulto a sair daqui e a correr ...
- Saiu ou correu , amiguinha ? Decida-se !
É  que eu estou para atender uma paciente. Ou não me quer dizer o que são estas fichas foram beber um café? Ou você engana muito bem, ou acha que é o  Batman para se armar em justiceira de Gotton Citty?
Polícia Judiciária de Nossa  Senhora da  Morte
- Senhora , Inspectora... Tudo isto é muito novo para mim . Ninguém sabe da vida de João Ratão. Só sabemos que ele fazia uns espectáculos de transformismo nos esgotos do Largo do Rato , principalmente junto da porta de um bar muito famoso , acho que se chamava Bafiento .
- Desculpe , estas perguntas senhor agente do João Ratão ou será Santeria ? Foi o senhor que lhe escolheu este nome ou foi de facto ele ?Porquê ? Havia alguém que o queria ver morto ? Ah , estava a esquecer-me de que os humanos adoram os ratos ,à excepção de Walt Disney.
-Segundo as revistas cor de rosa dos esgotos , o nosso amigo foi visto com duas mulheres , mas mantinha uma relação com uma Joaninha a Voa a Voa , uma cantora rival da sua mulher . Havia algum problema naquela relação ? A mulher de João Ratão sabia da relação ?
- Dizia-se que ela era ésteril e foi a mãe de João Ratão , a Dona Rata preparou a separação deles . Qual era a relação das duas , senhor manager  ? Como é que elas se apresentavam socialmente ? E com Joaninha ? Como é que Carochinha se dava  com a Joaninha a voa a voa ?
- Não sei, ela apresentou-se como fã da Carochinha , dizia que sempre gostara dela , queria um autografo dela ... não posso contar isto , ela pediu-me para não contar..
- E...
- Ela contractou-a para seduzir a mãe de João Ratão. Ao que parece João Ratão foi fruto de uma relação in-vitro... Carochinha sabia dessa informação...

Esgotos de Nossa Senhora dos Portões
- Então, Sobeck a Lilith já te mandou alguma coisa ?
- Sim, e não vais querer estar levantado quando vires o que acabei de ler .
- Então? -pergunta a Toupeira
- Só um momento,  que eu vou buscar a Flama de Esgoto, uma notícia espectacular... que está ali na outra ponta da cidade...
Enquanto o crocodilo se afasta uma sombra se aproxima . Fica cada vez maior . Como se ela fosse um machado gigante.
- Santa Muerte , diz-lhes que Santeria está viva e Sherazade pisca pisca .
Seguidamente , o vulto retira-lhe os olhos com a foice .A toupeira começa a gritar cheia de dores. Começa a chorar. AS lágrimas misturam-se com o sangue , como se formassem um gaspacho.
- Que bonito, Pedro Almodóver usaria as tuas lágrimas e o teu sangue para colocar comprimidos ... para me apanhar! Ah! Ah! Mas estaria eu hipnotizada , só se fosse pelo Alexandrino. Conseguirás tu agora ver tudo cego? Terás faro para descobrir-me? Sentirás a tua bem a tua visão ? Agora serás como os profetas antigos que tanto apregoas ? Como aqueles profestas o  Tiresias da peça do Rei Édipo …
Toupeira gritava cada vez mais, pedia ajuda à Morte que se vangloriava do seu estado.  Enquanto o misterioso ser desaprecia-se , Toupeira gritava cada vez mais, cheia de dores, mas nada. Aqueles gritos pareciam um ensaio musical de um grupo de death metal. Santa Muerte dançava ao som dos gritos de Toupeira:
- Cavalheiro, dá-me a honra desta dança? Oh, desculpe, você agora é pé de chumbo. Oh meu deus isto é um encontro às cegas , isto é que é um verdadeiro engate pela internet! Ah! Ah!
 O inspector Toupeira continuava a esvair-se em sangue.
- Por favor, ajude-me por piedade. Leve-me ao Hospital.
- Eu, meu amor? Não. É na morte que tu se resolve. Meu filho, que a terra te seja leve. Ah! Ah! AH!

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home