fanzine Tertuliando (On-line)

Este "blog" é a versão "on-line" da fanzine "Tertuliando", publicada pela Casa Comum das Tertúlias. Aqui serão publicados: artigos de opinião, as conclusões/reflexões das nossas actividades: tertúlias, exposições, concertos, declamação de poesia, comunidades de leitores, cursos livres, apresentação de livros, de revistas, de fanzines... Fundador e Director: Luís Norberto Lourenço. Local: Castelo Branco. Desde 5 de Outubro de 2005. ISSN: 1646-7922 (versão impressa)

sexta-feira, novembro 26, 2010

Polaroide Urbana Moqueca de Funá :Da mãe de Santo para Mãe Bombeira

Autor: Polaroide Urbana Moqueca de Funá

Título da Dissertação: O terreiro de macumba – Ritual de passagem:Da mãe de Santo para Mãe Bombeira no lusotropicalismo de Gilberto Freire

Doutoramento: Letras ( História do Brasil

Data da Defesa: 30 de Fevereiro de 2066

Júri Professora Doutora Ninguém Merece isso (Orientador, Univeridade Delícia) e Professor Doutor Tirem-me Deste Filme (Arguente e Co-Orientador, Universidade Portuga)

Na introdução do seu trabalho subdividido em Trezentos capítulos , autora definiu as mudanças da mãe de Santo para mãe Bombeira. Polaroide Urbana Moqueca de Funá inventariou mais de mil histórias através de entrevistas desde passarinhos , terra de cemitério,, garrafas de cerveja e a água do mar do Doutor caramujoe até Sabugus de Milho. Depois nas fases seguintes a autora determinou que os turbantes brancos mudaram de direcção dos locais marítimos para as grandes cidades onde o progresso se fazia através da magia. A autora teve acesso aos primeiros pontos de Referência em livros guardados por Paulo Coelho onde se inspirara neles para as escrever as suas obras mais famosas tais como Brida, as Walkírias e até a adaptação de Brida para a famosa telenovela da extinta Manchete. os resultados negativos da novela deram-se por razões de ordem paranormal: as mulheres dos bombeiros não se adaptavam bem à cirene que eram obrigadas a usar quando os maridos queriam fazer amor com elas como se fossem suas escravas.
A tese resultou numa junção dos mitos populares barsileiros, da luta contra os intelectuais contra a escravatura dos senhores de engenho e obviamnete da sua luta contra o colonizador que foram sem dúvida os portugueses. Polaroide apresentou fotos onde era a própria actriz anos anos a atirar Salazar da cadeira quando fazia a novela “Julianas “ onde fazia de Senhora, Mulher e Mãe do Ditador Português. Ao mesmo tempo a autora apresentou odiscurso onde Salazar se deliciava a ler Casa Grande e Senzala e previa que todas as mulheres portuguesas usassem uma cirene de bombeiros para chamarem todas as crentges religiosas para a missa como operárias de Deus. Nos anexos das mais de vinte mil e oitenta páginas iniciadas nos anos cinquenta Polaroide Urbana hoje com idade de 102 anos apresentou um anexo de 1974 páginas com as obras onde estão as palavras Cuca, Mãe de Santo e Luso-Tropicalismo.

Polaróide passou com distinção e louvor acabando por entrar no Hospital Porra que nunca mais me atendem. Acabou por ser distinguida com o soro Pessoas Afectadas com a Minha Tese de Doutoramento.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home