fanzine Tertuliando (On-line)

Este "blog" é a versão "on-line" da fanzine "Tertuliando", publicada pela Casa Comum das Tertúlias. Aqui serão publicados: artigos de opinião, as conclusões/reflexões das nossas actividades: tertúlias, exposições, concertos, declamação de poesia, comunidades de leitores, cursos livres, apresentação de livros, de revistas, de fanzines... Fundador e Director: Luís Norberto Lourenço. Local: Castelo Branco. Desde 5 de Outubro de 2005. ISSN: 1646-7922 (versão impressa)

segunda-feira, março 15, 2010

Regresso a casa (Cap.V)

Capítulo Quinto

No mesmo instante em que Naram Sim beijava Benedita chamando-a de Nana o misterioso atirador apertava o gatilho sobre a cabeça da jovem historiadora . O demorado beijo dava uma certa segurança a esta metódica criatura . No meio da confusão , do barulho e da música ninguém dera por aquela aquela pessoa . Até que alguém viu e gritou . Deu-se então uma corrida para conseguirem apanhar aquela figura misteriosa que de um momento para o outro correu as escadas da discoteca o vigário e meteu-se dentro de um quatro escuro para algumas pessoas que procurassem emoções fortes e aventuras sexuais instantâneas . O rapaz que perseguia aquela sombra tinha a certeza de que o homem ou a mulher trabalhava ali e tinha uma missão a cumprir. Afonso era o seu nome , também era um escolhido mas de uma outra forma viera do futuro para tentar avisar cada membro da equipa da tradução da “ A Profecia da luz segundo a sacerdotisa Ed-huana “. Afonso vivia numa época futura acerca de sete ou oito mil anos luz e num planeta distante da terra era especialista da área de estudos biográficos sobre cientistas portugueses que no século XXI se aventuraram a estudar a área da antiguidade oriental . Na sua tese de doutoramento ele provara que a nova raça de pessoas que iria produzir a fotossíntese transformar-se –iam em novos escravos . Escravos esses que produziriam uma nova arma que daria o alento aos futuros portugueses . Esse projecto chamava-se Quinto Império. O mentor desse projecto era um indíviduo que viajava no tempo e que em tempos fora François , Sargão e agora era um homem de posses imensas . Haviam reproduzido através de retratos e de escavações do túmulo do Padre António Vieira uma forma aproximada de um robot “Experiência Vieira “. Na mente desse cientista esse robot e os restos das memórias que haviam retirado dos restos mortais do sacerdote era provarem que a reencarnação era possível . Afonso sabia que o homem que era o seu chefe de trabalho não podia ser mais do que umimpostor e que transformara a sua menina . A sua Ed-huana . Há tanto tempo que não via a sua filha e cada vez que tinha notícias dela ouvia as capacidades de transformar as mentes das pessoas. Quem era ele afinal ? Tinha que ter acesso aos ditos computadores daquela organização que se chamava “ A Irmandade da Serpente “. Afonso era na realidade o pai de Ed-Huana, Sargão legítimo e tinha rapado o cabelo para não ser descoberto. Usava um brinco na orelha como forma de um pequeno retransmissor que lhe dava todas as notícias que se passavam nas várias épocas do mundo , do seu , em Portugal em 2008 e ali agora 7983. O mundo nunca fora tão rápido . Quando obtivera a autorização para pesquisar na biblioteca Orientalia Lusitania . Era uma biblioteca especializada a colecções portuguesas de temática pré clássica portuguesa desde os finais dos anos oitenta. Até que no computador surgiram três nomes. Benedita, Caetana e Carlota Joaquina . Afonso sabia que no meio da discoteca um projecto inicial de uma larva que estava a ser preparado . Quando naquele instante deu-se conta de que estava perto do misterioso atirador .Tirou a sua protecção. Quando Afonso olhou viu dainte de si uma farta cabeleira que o fez invejar pois há algum tempo sentia saudades do seu cabelo longo . Era uma mulher . Uma mulher lindíssima. Era uma terrorista. Uma criminosa. Uma mulher que há muitos anos atrás era jornalista e historiadora. Como fora possível aquela transformação ? Só podia haver uma razão naquele famoso dia em que as notícias que surgiam nos tempos pré-históricos microfilmadas agora eram vistas como uma espécie de pedido. O pensamento tinha-se transformado numa espécie de micro imagem em que surgia uma linha com um número e uma letra num curto espaço de tempo. Essas ditas notícias que fossem pedidas em pensamento surgiam . Havia uma capacidade de ler pensamentos . Afonso tinha feito um treino em duplo pensamento . Essa noção do duplo pensamento era uma forma de mascarar cada pedido e desejo se quisesse entrar para a “Organização da Irmandade da Serpente“ teria que prestar várias provas em várias épocas da humanidade. Muitos anos antes estivera na Primeira Guerra Mundial e descobrira na mala de um outro soldado os textos da profecia escritos pela sua filha. Fora essa a causa . Esse homem ,esse soldado era sem mais nem menos o homem que ele um dia colocou numa jaula . Era Legaljazezi . Era o seu arqui-inimigo, mas ele dissera-lhe que sabia o que estava para acontecer e no futuro a sua família estaria na suas mãos . Afonso conseguira ter acesso ao projecto da tradução e descobrira no dia em que as três historiadoras estavam diante do seu coordenador do projecto num bar que era uma escola do circo dera-se uma explosão em que poucos minutos segundo testemunhos da época quatro pessoas desapareceram sem dar rasto. Carlota Joaquina , Benedita,Caetana e François que enganara todos fazendo-se passar por Sargão de Akad . Afonso tencionava descobrir o que se passara naquela tarde em que os quatro elemntos se evaporaram para todo o sempre . François Poirot que se dizia bisneto de Hercule Poirot desaparecera . Seria um truque ? Seria um método ? O que se passara no local onde eles chegaram ? Nesse ponto teria que procurar as teses escritas pelas historiadoras .Afonso sentia que alguém o observava na biblioteca. Os livros chegavam-lhe minutos segundos depois. Afonso não podia acreditar no que estava a ler . As três historiadoras não se suportavam mas conseguiam trabalhar juntas em trabalhos de investigação. As provocações das três mulheres acabavam sempre por tornar os trabalhos brilhantes ,cheios de pormenores que cada uma apresentava contra cada uma que falava . Naquele instante Afonso começou a rir a bandeiras despregadas das disputas das historiadoras.
O que é que aqueles “três pares de jarras “ tinham a haver umas com as outras ? Dito isto a transformação de Caetana deu-se na entrevista com Ed-huana e o homem que a bibliotecária julgava ser seu pai. Caetana que anteriormente estivera em diversos sítios da Europa , nos locais da guerra, preparava-se a partir daquele momento para ser uma assassina a soldo do suposto pai de Ed-huana. Teria em mãos que seguir um historiador que vinha do futuro . Ele era a causa de toda a degradação do mundo dizia o homem que horas antes Caetana conhecera como o seu co-orientador. Preparou-a para eliminar todos aqueles que se pusessem à frente da Irmandade da Serpente.
- Quem é? –perguntou Caetana.
- Jamais deve voltar a fazer essa pergunta – disse Legaljasi . O que nos interessa é que você deve parar um D.J. Você sabe quem é. Ele vem de Paris . Nesse dia ele fará uma apresentação numa discoteca que você conhece. Você costuma frequentar o local.
– Sabe porque se chama “Vigário”? -perguntou a escritora.
- Sim, quer dizer representante de deus na terra. A discoteca assume uma personalidade estranha, mas eu conheço a decoração e sei que foi o Senhor Professor que a fez. Legaljazesi sorriu e concordou acenando a cabeça.
- Devemos evitar que no futuro haja uma catástrofe ecológica, mas esse homem que dentro de poucos minutos estará com Benedita deverá desaparecer. Se falhar. Irá sofrer as consequências. – disse François.
- Para quando é que nos juntamos para a tradução ? –perguntou a historiadora.
O misterioso rei sorriu.
- Vocês só pensam na vida académica, no percurso intelectual, não têm vida? Nada vos preocupa? Pensam só nas vossas vidinhas,querem apenas os empregos. Não existe só isso, existe um outro mundo para além das vossas aparências e do modo que se julgam uns aos outros. Porque é que pensam que as escolhi? Quem são vocês se não uma parte uma das outras? Se trabalharem juntas as coisas correm bem , mas sabemos que não se suportam. A tradução foi uma isca. O vosso professor foi morto. Está no meu lugar. Como tantas pessoas que no passado já morreram...
- E as minhas colegas? Onde é que elas estaõ? O que vão fazer? –perguntou Caetana.
- Parece que me enganei consigo. Parece que é daquelas que ainda acredita numa coisa que daqui por muito tempo as pessoas irão falar na igualdade... As suas amiguinhas. Estão onde nós queremos. Saberá delas no momento em que for necessário saber. Se calhar até andam atrás de si. Vocês estão todas dentro de um jogo. Um jogo que deviam ter estudado
“Ausência e procura numa manhã de nebulina“ .Ah!Ah !- concluiu Legaljazesi . – Portanto faça-nos um favor mate o DJ. E tudo estará resolvido. O mundo irá agradecer-lhe! Se não conseguir poderá arrepender-se amargamente do dia em que nasceu!

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home