fanzine Tertuliando (On-line)

Este "blog" é a versão "on-line" da fanzine "Tertuliando", publicada pela Casa Comum das Tertúlias. Aqui serão publicados: artigos de opinião, as conclusões/reflexões das nossas actividades: tertúlias, exposições, concertos, declamação de poesia, comunidades de leitores, cursos livres, apresentação de livros, de revistas, de fanzines... Fundador e Director: Luís Norberto Lourenço. Local: Castelo Branco. Desde 5 de Outubro de 2005. ISSN: 1646-7922 (versão impressa)

sexta-feira, fevereiro 26, 2010

José Manuel Capêlo (1946-2010)


José Manuel Capêlo (N. Castelo Branco, 29/01/1946 - 25/02/2010).

[fotografia retirada daqui http://novaaguia.blogspot.com/2010/02/jose-manuel-capelo-1946-2010.html]

José Manuel Gomes Gonçalves Capêlo, nasceu a 29 de Janeiro de 1946, em Castelo Branco. Poeta, ficcionista, investigador e editor, tem colaboração (poesia, recensão crítica, conto e ensaio) dispersa em jornais e revistas, quer em Portugal, quer no estrangeiro. Textos seus foram traduzidos e/ou publicados em algumas edições estrangeiras, nomeadamente, no Brasil, Espanha, França, Inglaterra, República Popular da China e USA.

Obras – Poesia: Miragem, Montanha, Lisboa, 1978; corpo-terra, Trelivro, Lisboa, 1982; Fala do Homem Sozinho, Danúbio, Lisboa, 1983; Rostos e Sombras, Sílex, Lisboa, 1986; O Incontável Horizonte – plaquette – Património XXI, Lisboa, 1988; Enche-se de Eco a Cidade, Átrio, Lisboa, 1989; A Voz dos Temporais, Átrio, Lisboa, 1991; Quanto desta terra é, Átrio, Lisboa, 1992; Odes Submersas – colectânea – Átrio, Lisboa, 1995; A noite das Lendas, Aríon, Lisboa, 2000. Ensaio histórico: Portugal templário, relação e sucessão dos seus Mestres [1124-1314]1ª edição, Aríon, Lisboa, 2003; 2ª edição, Zéfiro, Lisboa, 2008; D. fr. Pedro Alvites, Mestre templário em Portugal e nos três reinos; Estudos de Castelo Branco, Nova série, nºs 1 e 2, Castelo Branco, 2003; Castelo Branco, a Cidade-Capital Templária de Portugal: de 1215 a 1314, Codex Templi, Os Mistérios Templários à Luz da História e da Tradição, Zéfiro, Sintra, 2007.

Antologias que organizou): Palavras (Sete Poetas Portugueses Contemporâneos), Átrio, Lisboa, 1988; Antologia de Homenagem a Cesário Verde – de colaboração com Orlando Neves, Ed. da Câmara Municipal de Oeiras, Oeiras, 1991; Antologia Ibérica da Poesia e do Conto – de colaboração com Ruth Toledano e Ángel Guinda – Árion, Lisboa, 1997.

Representado (em volumes antológicos ou colectivos): Canções sem Rosto – do livro colectivo Margens – P&R (perspectivas & realidades), Lisboa, 1984; Água Clara (Poetas em Vila Viçosa) – organização de António Rebordão Navarro e Orlando Neves – Património XXI, Lisboa, 1987; Palavras (Sete Poetas Portugueses Contemporâneos), Átrio, Lisboa, 1988; Hora Imediata (hora extrema) – livro colectivo – Átrio, Lisboa, 1989; O Desporto na Poesia Portuguesa – organização de José do Carmo Francisco – Ed. do sindicato dos Bancários do Sul e Ilhas, Lisboa, 1989; Escritores Naturais da Beira Interior – organização de António Salvado – Ed. do Jornal do Fundão (suplemento Ideias), Fundão, 19 de Outubro de 1990; Antologia de Homenagem a Cesário Verde – organização de José Manuel Capêlo e Orlando Neves – Ed. da Câmara Municipal de Oeiras, Oeiras, 1991; Um Dia Alguém Há-de Escrever de Mim – 35 Textos para Paulo Cid –Sol XXI, Lisboa, 1992; Poetas Escolhem Poetas – organização de António Rebordão Navarro e Orlando Neves – Lello & Irmão, Porto, 1992; Viola Delta XXI – livro colectivo – Edições MIC, S. João do Estoril, 1995; Duplo Olhar – organização de Manuel Cândido Pimentel – Aríon, Lisboa, 1998; Os rumos do vento – Los rumbos del viento – Antologia de Poesia,– coordenação de Alfredo Pérez Alencart e Pedro Salvado – Ed. Câmara Municipal do Fundão/Trilce Ediciones, Fundão/Salamanca, 2005; Los lugares del Verso – Selección, notas y cuidado de la edición Alfredo Pérez Alencart. Pinturas de Miguel Elias Sánchez, Edifsa, Salamanca, 2005.

Referenciado: Este Rio de Quatro Afluentes – estudo de João Rui de Sousa – Património XXI, Lisboa, 1988; Poesia e a Representação do Tempo – estudo de José Fernando Tavares –,

in A Paisagem Interior – crítica e estética literárias – Vol. I, pp. 73-76, Instituto Piaget, Lisboa, 2000; O escritor vivo ou eu e a língua portuguesa – estudo de Ângelo Monteiro –, in Escritores Vivos de Pernambuco, pp. 39-42, Ed. da Biblioteca Pública Estadual Presidente Castello Branco, Recife, Pernambuco, Brasil, 2001;

Sobre uma noite de lendas – estudo de Ângelo Monteiro –, in Encontro nº 18, revista do Gabinete Português de Leitura de Pernambuco, pp. 260-261, Recife, Pernambuco, Brasil, 2002.

Traduzido: ¿Y si no existieses?/E se tu não existisses?, antologia poética [1982-2002] – tradução, para o castelhano, de Ángel Guinda (edição bilingue) –Olifante, Zaragoza, Espanha, 2003.

Colaboração: jornais: A Capital, Diário de Notícias, Diário de Lisboa, Fonte Nova [Portalegre], Jornal do Fundão [suplemento Ideias], Letras & Letras, Linhas de Elvas, A Rua, A Reconquista [Castelo Branco], O Diário [suplemento Cultura], O Setubalense [suplemento Arca do Verbo], O Templário, Signo [S. Miguel, Açores]. Revistas: Aerius, Barata, Boca Bilingue, Colóquio/Letras, Cuadernos del Matemático [Madrid], Espacio/Espaço Escrito [Badajoz], Poesia no Condado [Galiza], Portugal Socialista, Sálem, Sílex, Sirgo, Voo.

[retirado daqui: http://alfarrabio.di.uminho.pt/vercial/capelo.htm ]

Etiquetas:

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home