fanzine Tertuliando (On-line)

Este "blog" é a versão "on-line" da fanzine "Tertuliando", publicada pela Casa Comum das Tertúlias. Aqui serão publicados: artigos de opinião, as conclusões/reflexões das nossas actividades: tertúlias, exposições, concertos, declamação de poesia, comunidades de leitores, cursos livres, apresentação de livros, de revistas, de fanzines... Fundador e Director: Luís Norberto Lourenço. Local: Castelo Branco. Desde 5 de Outubro de 2005. ISSN: 1646-7922 (versão impressa)

terça-feira, março 16, 2010

Capítulo Sexto - Projecto Sherazade :Regresso a casa

(FUTURO ) 7983

-Estou a estudar a lenda de Zalpa. Neste momento cheguei à conclusão de que a tese tem semelhanças com o que as raparigas investigaram antes de desaprecerem misteriosamente numa explosão num bar próximo de uma escola de Circo a qual um professor convidado frequentara para compreender melhor a língua portuguesa . No arquivo de Provas de Investigação da Orientalidade Portuguesa eu recebi ordens para destruir todos os chips que me fossem dirigidos . Alguém está a querer destruir toda essa informção , procurei arquivos de jornais científicos da época para saber melhor os pormenores das querelas . Já pensaram alguma vez pensar o passado ?Muito mais do que uma máquina do tempo essa era a minha tese recuperar o tratado hitita que se assemelhava à teoria de Ed-huana e seguir até às verdadeiras raízes do berço da humanidade . – Afonso ou lá quem tivesse sido no passado estava à espera de uma resposta do seu projecto na faculdade e à instituição à qual pertencia a Fundação Hamurabi . A dita instituição estava a tentar recuperar uma vertente em que a cobaia experimental fosse um milionário excentrico , mas com a falta de sol a crise instalara-se e havia pouca gente com muito pouco dinheiro . O tema de um dos jogos intitulava-se “Olho por olho” e tinha a ver com o código de leis de Hamurabi . Esse mesmo jogo versa o primeiro código de leis onde impera a lei de talião , como e quando e em que circunstâncias se resolviam os problemas judiciais . Como é que nesse mesmo período se resolviam as questões internacionais ? Onde é que os habitantes da Babilónia iam rezar ? E que culpas eram cometidas aos homens ? Seria possível uma senhora entrar numa taberna ?
Todas estas questões haviam sido feitas pelos seus alunos de licenciatura quando ele apresentou uma parte desse projecto. Na elaboração do projecto do jogo que não era mais do que uma espécie de viagem Afonso escrevera :
“Quando observamos trabalhos de grande envergadura feitos pelos grandes especialistas da Antiguidade Oriental , Sumerologia , Assiriologia e Hititologia ficamos com a sensação de que vamos ter muito que andar . Muitas eram as penas onde estudantes das edubas naqueles longíquos tempos tiveram que arriscar as suas costas e mãos para conseguirem passar ao copiarem um famoso tratado da luz que me interessa conhecer . Para além da longa lista de nomes e de livros. Na minha opinião torna-se necessário e urgente conhecer um texto verdadeiramente brilhante escrito por uma mulher sagaz que sabia os problemas da sua época e do futuro . (...) “ Afonso estava a ler este documento quando foi chamado à sala de reuniões,ali estava diante de um dos membros mais importantes da Fundação Hamurabi . A Fundação era baptizada com o nome do rei da 1 ª dinastia da babilónia , no qual criou um vasto reino mesopotâmico a que con seguiu unificar num curto tempo de espaço . Hamurabi preocupou-se com a paz e a unidade do império, fomentou as ciências, as artes , a religião e a economia . Hamurabi elevou Marduk a chefe do panteão babilónico . A correspondência de Hamurabi revela o muito da sua grande personalidade de político e de administrador . O instituto decidiu criar uma fundação com um nome de um rei absoluto que criou um código de leis descoberto em Susa em 1902 , na antiga capital da Pérsia . Esse código era um bloco de diodorito com cerca de 2,25m de altura , contendo escrito em acádico o famoso Código de Hamurabi .
Afonso continuava a redigir um texto
-A Fundação Hamurabi pretende não só mostrar o dia-a-dia da civilização mesopotâmica . Esse projecto pretende mostraros principais monumentos da cidade , bem como a presença de indíviduos em tribunal . O trabalho que a fundação tenciona propocionar aos seus utilizadores é poderem entrar na antiga Babilónia entrar num mercado da época , numa taberna e beber uma cerveja . Este projecto procura desenvolver todos os aspectos do quotidiano . Como é que eles vão resolver as questões internacionais ? Onde é que iam rezar ? De quem eram as culpas ? Seria possível uma senhora entrar numa taberna ? São estas as muitas das propostas deste jogo interativo da qual crianças , jovene e adultos possam ter diferentes experiências consuante as suas personalidades.

Quando Afonso chegou ao ano indicado no visor do jogo conheceu a mais rebelde de todas as raparigas do projecto,sem se conhecerem Afonso e a mulher misteriosa falaram durante algum tempo mas não passou muito tempo que iniciassem uma discussão .
- Machista , disse-lhe ela .
- Você é que não sabe o seu papel .
Ela riu-se e disse-lhe num tom irónico :
- Já pensou alguma vez visitar o passado ? Muito mais rapidamente que qualquer máquina do tempo , mais veloz que qualquer livro de investigação . Quer conhecer as verdadeiras raízes da civilização do berço da humanidade ? Nós damos-lhe a resposta na Fundação Hamurabi ...
Afonso olhou-a .
- O que é que tu sabes ? –perguntou ele .
- Tudo , sei quem és , de onde vens , para onde vais e o que tencionas fazer .
Afonso não sabia a razão , mas também aquela mulher dava-lhe vontade de a agarrar e lhe dar umas boas palmadas naquele rabo. Como aquilo o excitava!Mas explicação deste fenómeno era muito mais complexo do que se poderia imaginar ...Aquela mulher rebelde era sem dúvida a mulher da sua vida que ele ainda não sabia quem era . Ele apenas se via num universo estranho ao seu . Afonso sabia que Legal-jase-ji havia tomado o seu lugar quando a jovem jornalista Caetana estava ali pronta para descobrir aquela aventura . Quem era o chefe daquela Fundação ? Era o mesmo homem que pertencia à Ordem da Serpente . A Ordem da Serpente estaria a patrocinar aquele jogo ? Ou aquele jogo estaria na base das viagens no tempo ?Poderiam eles estar em três épocas ao mesmo tempo ? Onde estavam as suas colegas ? O que faziam elas ? Era tudo isso que ambos precisavam descobrir e por isso Caetana aceitou aquele jogo desde o princípio . Caetana sabia que havia uma jogada muito mais alta . Essa mesma jogada estava num outro objectivo e na construção de um novo grupo de escravos . Um deles estava prestes a sair da discoteca e estaria a ser implementado alguns chips com os quatro impérios . O novo império estava para nascer e seriam eles que deveriam descobrir através do Projecto Viera na construção do Décimo Sétimo Império através da venda da larva . Essa larva tinha uma parte vegetal e outra parte humana. O que estava para acontecer não só era um prodígio da ciência , mas também uma catástrofe mas para isso teriam que voltar para o ano em que as suas colegas haviam desaparecido .Ao mesmo tempo descobriam que no Museu do Louvre se dera um roubo . Um roubo misterioso com a figura de Naram- Sim .
Caetana baptizou Sargão de Akad como a “lenda viva “.Sargão de Akad via-se de percing , cabelo rapado cheio de tatuagens, calçava uns ténis e vestia uns calções e uma camiseta .
Sargão não estava a perceber o que se estava a passar . Quem o viu e quem o vê ! À medida que a jornalista ia dando as coordenadas sobre o possível trabalho na discoteca “O Vigário “.
- È da maneira que vamos descobrir o que se passa nessa discoteca . Não poderás confiar em ninguém . Se quiseres comunicar comigo poderás usar o velho ship com que nos comunicavamos quando estavamos a séculos , milhares de anos de distância . Tinham que dar a volta à questão , provar quem estava a manipular todas as pessoas à volta era sem dúvida Legalja-seji que preparara o seu regresso . Roubara-lhe a filha e usava o seu corpo . Como é que isso se dera ? Qual era o papel dele ? Na opinião de Caetana ele seria um hititólogo especialista em literatura comparada na “Oração da Peste “ e no “Rei Édipo “. Dedicava-se a estudar as doenças a nível literário . Caetana deu-lhe o guião . Ele trabalharia no bar pois gostava de relações humanas . Sabia que havia um lugar vago e que a discoteca o Vigário era o local certo para fazer investigação médica nas bases dos textos que estudara para a sua tese . Ele dizia que tinha uma arma muito poderosa para poder experimentar na cobaia . Lógico que o dono da discoteca iria cair na armadilha . Os dados estavam lançados .

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home