fanzine Tertuliando (On-line)

Este "blog" é a versão "on-line" da fanzine "Tertuliando", publicada pela Casa Comum das Tertúlias. Aqui serão publicados: artigos de opinião, as conclusões/reflexões das nossas actividades: tertúlias, exposições, concertos, declamação de poesia, comunidades de leitores, cursos livres, apresentação de livros, de revistas, de fanzines... Fundador e Director: Luís Norberto Lourenço. Local: Castelo Branco. Desde 5 de Outubro de 2005. ISSN: 1646-7922 (versão impressa)

sexta-feira, junho 18, 2010

Resposta a "Arqueologia 0 - Hipismo 1"

Esta manhã chegou-nos, via correio electrónico, uma mensagem com o seguinte contéudo, a qual desde já agradecemos:


De: Museu Arqueológico Fundão geral@museuarqueologicofundao.com

Para: luis.norberto.lourenco@gmail.com

Data: 18 de Junho de 2010, 11:42

Assunto: Resposta de um voluntário do museu - "O museu e a prova hípica."


Ex.mo Senhor

Prof. Luís Norberto Lourenço

Tomamos a liberdade de reencaminhar para V. Ex.ª um mail enviado por um voluntário do Museu Arqueológico do Fundão.

Os melhores cumprimentos

http://fanzinetertuliando.blogspot.com/2010/06/arqueologia-0-hipismo-1.html

http://porterrasdoreiwamba.blogspot.com/search/label/Museu%20Arqueol%C3%B3gico%20Municipal%20Jos%C3%A9%20Monteiro%20do%20Fund%C3%A3o

Como jovem voluntário do Museu, eu só posso dar os parabéns a essa magnífica instituição cultural da Beira Interior por este evento. Como acompanhei a edição da Prova Hípica do Ano passado acho que posso aclarar as coisas um pouco. A edição do ano passado surgiu quase por brincadeira, depois de um desafio do Coronel Bernardo Mendes, sabendo que no Museu do Fundão há pessoas que entendem do assunto: o Distrito de Castelo Branco tem muita gente a montar a cavalo, mas não havia uma única prova hípica nesta região há muitas décadas. A prova foi um sucesso, até se teve de limitar as inscrições… Era um evento para ficar por aí! Mas as pessoas do Fundão, não pararam de perguntar se este ano haveria nova prova, iam ao museu, abordavam na rua, queriam uma nova prova… E daí fez-se uma segunda edição, este ano aprovada oficialmente pela Federação Hípica. Nada mais lógico que o museu correspondesse. Outra coisa: ainda há quem defenda a compartimentação da cultura? O museu tinha entre muitos outros um projecto, que por causa da «Menina Crise» (ainda) não foi adiante, que era, a partir da descoberta das gravuras equídeas, fazer um evento de grande dimensão ao redor da temática equestre, a partir da pré-história, que era qualquer coisa como – que me perdoem os membros do museu se não era assim o título - «2O mil anos de cultura equídea – o cavalo e o homem da pré-história à história», e eles até começaram os protocolos com uma câmara, um museu e um instituto politécnico. À falta de continuidade desse «sonho», ficou uma parcela do mesmo… Acham mal? Se o museu podia fazer este evento único, porque não? Ainda por cima com despesas muito reduzidas, ao que julgo.

Além do mais deve-se dar os parabéns ao museu por isso, pôr dar mais um safanão no marasmo: foi graças ao sucesso do ano passado que algumas câmaras desta zona solicitaram uma prova, a Câmara da Idanha, por exemplo quis este ano organizar lá uma prova (não-oficial, mas um espectáculo bonito), e bem como a Zebreira e Orca – que contactaram o Coronel de superintende nestes assuntos,

Por outro lado promove-se o Museu, divulga-se até neste sector, não sei se este ano vão pôr tarjas a anunciar a Rota a dos Castros, o Mundo Romano, as Escavações. Era bom. Dá-se nome ao Fundão, impulsiona o turismo, que é a única terra, infelizmente, desta região ,a aparecer oficialmente no «calendário nacional» oficial, ao lado das lisboas, portos, coimbras, Portimões … Uma bofetada na interioridade!!!!

Claro que o museu continua activíssimo na arqueologia, que é a sua função primordial mas não só. Cultura estanque, isso é do passado. Este museu é de facto de grande dinamismo. A propósito, foram à Mostra de ciência a semana passada? Viram os ateliers de fogo e gravura rupestre, isso sim merecia um comentário… O museu não descurou as suas actividades, acabou de organizar as Jornadas de Arte Pré-histórica, e já está a preparar as jornadas de Setembro sobre «OS segredos no subsolo arqueológico do Concelho do Fundão, com conferências de 10 arqueólogos e historiadores; e o ciclo de Teatro Clássico Greco-Romano para julho (também podem pensar que isto é errado, pois não é arqueologia pura e dura!!!!)

E a propósito, jovens, já se inscreveram nas escavações arqueológicas deste ano? Eu já… Como no ano passado e no interior. Bora lá!!!! Parabéns Museu por essa vitalidade toda!!!!

Manel, voluntário do Museu


Nota editorial:

Tomámos boa nota que o Museu Arqueológico do Fundão, instituição pública paga com o dinheiro dos cidadãos contribuintes da República Portuguesa, reage às minhas pertinentes e muitos directas perguntas no blogue, devidamente assinadas (este não é um blogue onde os anónimos pastem à solta), "a cavalo" num voluntário...

Para terminar:

1) Visitei o MAF em três ocasiões, a primeira para conhecê-lo, as duas seguintes para mostrá-lo a amigos e familiares;

2) Tenho acompanhado as actividades do Museu e delas temos dado notícia na blogosfera (nunca o Museu nos agradeceu por isso, no entanto desta vez sentiram a "estocada"...);

3) Desde a primeira hora coloquei um "link" para o Museu nos blogues que criei e administro;

4) Nada tenho contra o Hipismo, nem contra este concurso;

5) Defendo a Museologia Social, não significando isso que tudo deve ser usado para, supostamente, promover o Museu;

6) Mais uma vez os responsáveis duma instituição reagem à blogosfera como é costume, usando alguém, para reponder por ela, ameaçando e insultando, sem responder aos factos e às perguntas concretas!

Etiquetas: , , , ,

3 Comments:

  • At 3:04 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    Quem ganhou a prova?

     
  • At 2:20 da manhã, Anonymous Anónimo said…

    Ao Manel voluntário do museu para cantar nas escavações O BORA LÁ



    ´Bora lá, és capaz
    Tu não vais desistir
    Acreditar é lutar
    Mesmo se Cair
    Sobreviver é querer
    O que a vida traz
    Não te deixes vencer

    Já sabes, tanto faz...
    Já sabes, tanto faz...

    Força rapaz!

     
  • At 3:41 da manhã, Anonymous Anónimo said…

    Também descobriram cabras gravadas. O museu arqueológico do Fundão vai fazer um encontro de cabras? Outra pergunta: Quem é que realmente encontrou as gravuras rupestres pré-históricas da Barroca?

     

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home