fanzine Tertuliando (On-line)

Este "blog" é a versão "on-line" da fanzine "Tertuliando", publicada pela Casa Comum das Tertúlias. Aqui serão publicados: artigos de opinião, as conclusões/reflexões das nossas actividades: tertúlias, exposições, concertos, declamação de poesia, comunidades de leitores, cursos livres, apresentação de livros, de revistas, de fanzines... Fundador e Director: Luís Norberto Lourenço. Local: Castelo Branco. Desde 5 de Outubro de 2005. ISSN: 1646-7922 (versão impressa)

segunda-feira, julho 19, 2010

Inspirado no Auto da Barca do Inferno*

IV – Expressão Escrita

Redige um texto, com um máximo de 160 palavras e o mínimo de 110 palavras, em que imagines que uma personagem pública, por ti escolhida, chegava à barca do Inferno. Escreve o que se passaria nesse cais.

Texto de uma composição com base nesta proposta: 

Vem José Sócrates e diz-lhe o Diabo:

-José Sócrates, meu querido amigo!

-Diabo, então, como vai isso? – responde-lhe Sócrates.

-Vai bem, tem sido uma boa pescaria. Então, de que morreste?

-Atiraram-me um Magalhães à cabeça, quando estava a inaugurar o TGV, caí para cima dos carris e o TGV passou-me por cima.

-Ah! Estavas tu tão ansioso pelo TGV!

-É verdade! Quem iria imaginar uma coisa destas?!

-E quem te matou?

-Não se sabe.

-Esquece isso agora e entra na barca! – exclamou o Diabo, sorridente.

-Acho que vou ali à outra barca primeiro…

-O quê? A traíres-me assim depois de tanto eu te ter ajudado? Não irás na outra barca, com tudo o que fizeste!

-Tentarei na mesma. – disse Sócrates dirigindo-se à barca do Anjo.

-Ó da barca! – gritou. 

-Que queres? – perguntou o Anjo.

-Que me leves na barca.

-Tu não és merecedor desta barca!

-Claro que sou! Dei o Magalhães aos miúdos e mandei fazer o TGV.

-O Magalhães estava cheio de erros, e pensas que eu me esqueci de quando deste os Magalhães àqueles miúdos para um anúncio para a campanha do PS e depois os levaste? Sei também que o Diabo te ajudou. A única coisa boa que fizeste foi o TGV pois assim ele passou-te por cima! Também tramaste os professores.

-Mas, mas… 

-Volta para o que te esperou!

Sócrates voltou à barca do Inferno.

-Tinhas razão, Diabo – disse.

-Claro que tinha. Vá, entra lá. Queres um chocolate?

Sócrates acenou com a cabeça e entrou.

FIM

*Por: Ana de Almeida Alves, Setúbal (26/10/2009)

Etiquetas: ,

2 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home