fanzine Tertuliando (On-line)

Este "blog" é a versão "on-line" da fanzine "Tertuliando", publicada pela Casa Comum das Tertúlias. Aqui serão publicados: artigos de opinião, as conclusões/reflexões das nossas actividades: tertúlias, exposições, concertos, declamação de poesia, comunidades de leitores, cursos livres, apresentação de livros, de revistas, de fanzines... Fundador e Director: Luís Norberto Lourenço. Local: Castelo Branco. Desde 5 de Outubro de 2005. ISSN: 1646-7922 (versão impressa)

quinta-feira, maio 21, 2009

Coches ao abandono em Penamacor






Alertados por cidadãos e tertulianos preocupados, investigámos! (as nossas fontes referem que faltam alguns coches desde 2008)
O que as fotografias de 20 de Maio de 2009 documentam é um conjunto de coches em vias de perda total e irreversível, no Concelho de Penamacor.
Neste local pretende-se construir um Hotel, com dinheiros públicos envolvidos, logo diz respeito a todos nós.
Do Hotel nada e este património que apodrece... à espera. 
Património classificado ou não, importa protegê-lo.

Vamos salvar este Património
enquanto sobra alguma coisa para salvar?


Mais:
http://www.cm-penamacor.pt/hotel_pag.htm
http://www.cm-penamacor.pt/Publicidade_Internet/actas/Ord16.pdf

Conhecendo estes factos apelámos para uma intervenção da autarquia, recebemos a resposta que a seguir transcrevemos.
Na sequência dela falámos telefonicamente com o Dr. António Cabanas, reiterando que a informação que temos difere em relação ao número de coches.
Enviámos o material fotográfico e mais alguma informação ao seu cuidado.

O referido esclarecimento da autarquia:

Assunto: Fwd: Apelo aos Penamacorenses
Data: Fri, 22 May 2009
De: Vice Presidente
 
Sr Professor Luis Lourenço,
Agradece-se a preocupação sobre o que resta dos coches da família Osório.
Segundo as informações recolhidas na altura em que a Câmara adquiriu o terreno, os coches pertenciam a Nuno de Stau Monteiro, anterior proprietário daquela propriedade.
Interessado pelo património, contactei o Eng. Stau Monteiro, perguntando-lhe se os coches poderiam ficar para a Câmara, porque estavam sujeitos ao vandalismo e se estavam a deteriorar devido à humidade que lhes cai em cima. Confirmou que lhe pertenciam e que pretendia mandar recolhê-los para os recuperar.
Em face disto, disse-lhe que que a Câmara não se importava que os cochesa ali permanecessem até começarem as obras do hotel, que os viesse recolher quando entendesse mas que a Câmara não se responsabilizaria pela sua guarda ou conservação.
Recordo que os carros estão ali há, provavelmente, mais de 20 anos, mal guardados, diga-se. Aquele espaço já teve diversos donos e embora eu não conhecesse nem a quantidade nem o tipo de coches que estavam no início, disse-me o Eng. Stau Monteiro que já não estão todos. O que posso garantir é que estão lá os que estavam na altura em que a Câmara adquiriu o terreno, apesar de a autarquia não ter o compromisso da sua guarda.
A CMP está disponível para ajudar na sua preservação, desde que esses custos revertam para o benefício colectivo.
Gostaria de pedir-lhe que enviasse cópia desta minha informação às entidades e pessoas a quem enviou o e mail, para o caso de haver quem necessite destes elementos.
Cumprimentos.
António Cabanas

Etiquetas: , , , , , , ,

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home