fanzine Tertuliando (On-line)

Este "blog" é a versão "on-line" da fanzine "Tertuliando", publicada pela Casa Comum das Tertúlias. Aqui serão publicados: artigos de opinião, as conclusões/reflexões das nossas actividades: tertúlias, exposições, concertos, declamação de poesia, comunidades de leitores, cursos livres, apresentação de livros, de revistas, de fanzines... Fundador e Director: Luís Norberto Lourenço. Local: Castelo Branco. Desde 5 de Outubro de 2005. ISSN: 1646-7922 (versão impressa)

quarta-feira, junho 08, 2005

AMOR CONJUGAL*

Não me perguntes como
mas veio-me agora uma vontade grande
de te amar
quando olho o relógio nunca são horas para o amor
e chego muitas vezes mais tarde
mas chego amor
chego quando parece que um dilúvio de silêncio
se interpôs entre os dois
e chego quando já a rotina consolidou o seu espaço
e chego para voltar a reclamar-te
como aquela que vi a primeira vez
dirás que venho outra vez para não durar
ou para mentir-te por um instante
mas acredita que não há uma mentira definitiva
pois definitivo sou só tu e eu
desencontrados
e cada vez que chego para te amar
estou a mentir-te com as palavras mais graves que tenho
e não podes fugir a essa realidade
chego quando chego
desprogramado e informado e generoso
e quero que saibas que afortunadamente
ainda não encontrei o promontório da felicidade
nem a calma dos séculos
tens-me como uma necessidade imprevisível
mas chego de tempos a tempos
e sofro com a tua ausência.

António Jacinto Pascoal

*Poema publicado em "Terceiro Livro", a quem foi atribuído o Prémio Nacional de Poesia Guerra Junqueiro em 1999 (e que já vencera em 1995), editado pela Câmara Municipal de Freixo de Espada à Cinta (promotora do prémio), em 2003.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home